INÍCIO     SOBRE     PRÉMIOS     CONCERTOS      CATÁLOGO     DISCOS     CONTACTO

Sobre

Todos os direitos reservados © Underline Pictures

Todos os direitos reservados © Underline Pictures

Daniel Davis nasceu no Porto, Portugal. Ainda recém nascido mudou-se para a Venezuela, onde viveu dez anos. Devido à situação política, económica e à falta de segurança na Venezuela, Daniel e a sua família viram-se obrigados a voltar para Portugal. Aqui, Daniel começou a sua carreira musical tocando, numa banda filarmónica local, percussão e depois saxofone. Em 2011, começou a Licenciatura em Composição na Escola Superior de Música de Lisboa e em 2014 é-lhe oferecido um lugar para fazer o Mestrado em Composição na mesma instituição. Em 2016, foi convidado pelo Departamento de Composição da Guildhall School of Music & Drama para fazer um doutoramento sob a supervisão dos compositores e professores Julian Philips, Richard Baker e Julian Anderson como co-orientador.*

Foi jovem compositor em residência da temporada 2014 - 2015 da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras.

Em 2014, a Orquestra Sinfónica da Fundação Calouste Gulbenkian estreiou a sua obra sinfónica …from the last breath no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa. Em 2015, a Banda Sinfónica Portuguesa encomenda e estreia a sua mais recente obra para Orquestra de Sopros Between places… na Sala Germina Suggia na Casa da Música do Porto.

Na temporada de 2016, Daniel foi compositor associado no contexto da Musicalmente - Música para bebés. Paralelamente, para a temporada de 2015 - 2016 do Castelo de São Jorge Daniel, em parceria com a compositora Sara Ross, criaram e produziram, com o apoio da EGEAC, Escola Superior de Música de Lisboa e o Castelo de São Jorge o teatro musical “Baú da Descoberta” com o propósito de partilhar com o maior número de pessoas dois escritores de renome em Portugal - Fernando Pessoa e Fernão Mendes Pinto.

Em 2019, participou no Workshop de Opera e Novas Tecnologias com o compositor Michel van der Aa no Festival d’Aix-en-Provence com o apoio da Comunidade ENOA e da Fundação Calouste Gulbenkian.

Aparte da sala Guilhermina Suggia na Casa da Música do Porto e do Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian em em Lisboa, a música de Daniel tem sido tocada internacionalmente em diversas salas de espectáculos, como por exemplo no Auditório Principal da Senhora da Boa Nova em Cascais Portugal, Grande Auditório do Milton Court em Londres Reino Unido, Sala Ventura em Athis Mons França, no Conservatório Real de Antuérpia Bélgica e no Grande Auditório do Esplanade em Singapura.

Daniel Davis encontra-se agenciado pela nomus21, é representado pelo Centro de Investigação & Informação da Música Portuguesa - mic.pt e todos os direitos são reservados pela Sociedade Portuguesa de Autores - SPA

(*) Daniel tem sido apoiado pelo Serviço de Bolsas da Fundação Calouste Gulbenkian para a realização do doutoramento na Guildhall School of Music & Drama.